Casinha Daros – Fotografias Pinhole

14 de julho de 2011

admin

Galeria 535

0

 

A Casa Daros e o Observatório de Favelas apresentam, a partir de 07 de agosto de 2010, a exposição Casinha Daros, reunindo 45 fotografias feitas por estudantes dos bairros da Urca, Botafogo e Maré a partir da prática artesanal conhecida como pinhole (buraco da agulha). A exposição é resultado do Projeto Casinha Daros, criado em 2007, fruto de uma parceria entre a Casa Daros e o Programa Agência-Escola Imagens do Povo, realizado pelo Observatório. A mostra ocupará a Galeria 535, no Observatório de Favelas, na Maré. Inaugurada em janeiro desse ano, a Galeria 535 tem o objetivo de integrar-se ao circuito de atividades culturais da cidade, reforçando a programação voltada para as artes em espaços populares.

A exposição terá uma atividade paralela a ser realizada no dia 1º de outubro às 19h, no Ateliê da Imagem, na Urca, dentro do Projeto Sexta Livre. Na ocasião, haverá projeção de imagens pinhole e das ações realizadas no projeto, além de uma roda de conversa com os professores de pinhole do Observatório de Favelas e da Escola Municipal Minas Gerais, junto com a equipe de Arte e Educação da Casa Daros.

O Projeto Sexta Livre é organizado desde 1999 pelo Ateliê da Imagem, e tem caráter multimídia, reunindo diversas manifestações artísticas ligadas à fotografia, vídeo, cinema, música e performance. Os eventos são abertos ao público.

 

CASA DAROS

As imagens fotográficas foram criadas durante oficinas promovidas dentro e no entorno da Casa Daros – uma instituição cultural em Botafogo, ainda em construção, que tem como pilares filosóficos a arte, a educação e a comunicação. Um dos interesses desta mostra é a troca cultural entre as diferentes localidades que compõem o espaço urbano do Rio de Janeiro.

 

O Projeto Casinha Daros busca desenvolver a noção da diversidade cultural entre esses jovens e crianças, bem como revelar seus olhares particulares sobre o universo que os cerca. A criação artística embutida no pinhole é lúdica, mas também meio de aprendizagem. Portanto, é fonte para um farto material pedagógico a ser desenvolvido em sala de aula pelos professores que participam do processo.

O pinhole – que significa “buraco de agulha” – é uma técnica artesanal de fotografia que estimula o imaginário, baseada no princípio da câmara escura. Em princípio, objetos simples como caixas de fósforos e latas de leite podem ser transformados em câmera fotográfica reproduzindo os primórdios da tecnologia de captação e registro da imagem. A partir daí, jovens e crianças passam a se envolver com princípios da física (como, por exemplo, o percurso da luz), com os mecanismos de formação de uma imagem, com processos químicos de revelação, com matemática (presente na contagem do tempo de exposição do filme à luz), dentre outros elementos pedagógicos. Paralelamente, essa atividade permite o desenvolvimento de características relacionadas ao olhar, à subjetividade e, principalmente, à habilidade de observar e de se auto-observar.

Na primeira e segunda etapas do Projeto Casinha Daros, oficinas de pinhole se desdobraram em exposições – uma no escritório da Casa Daros, em 2007, e outra no Museu da Maré, em 2008 – e em diversas outras atividades pedagógicas, tais como encontros com educadores, palestras, narrações de histórias. Até o momento, o projeto já envolveu crianças e jovens da Maré (das oficinas da Escola de Fotógrafos Populares) e de três escolas municipais: Minas Gerais, na Urca, e Francisco Alves e João Saldanha, em Botafogo.

A mostra que será inaugurada na Galeria 535 é, portanto, a terceira exposição dentro do Projeto Casinha Daros. Além das imagens presentes nas edições anteriores, a mostra vai trazer fotos inéditas produzidas por alunos da Escola da Urca. Uma roda de conversa com os participantes do Projeto ocorrerá no dia da abertura, incluindo os professores de pinhole do Observatório de Favelas, os professores da Escola Municipal Minas Gerais (da Urca), além da equipe de Arte e Educação da Casa Daros.

 

Serviço: Exposição Casinha Daros – Projeto Pinhole 2010

Abertura: 07 de agosto de 2010, às 11h

Visitação: até 1º de outubro de 2010

Roda de conversa: dia 07 de agosto de 2010, de 12h às 13h.

Local: Galeria 535, Observatório de Favelas.

Rua Teixeira Ribeiro, 535, Maré, Rio de Janeiro

Cep 21044-251

Telefone: 21.3105.4599

Entrada franca

 

Projeto Sexta Livre

1º de outubro de 2010, às 19h

Ateliê da Imagem, Urca.

Av. Pasteur, 453, Urca, Rio de Janeiro

Telefone: 21.2244.5660

www.ateliedaimagem.com.br

 

 

Post by admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *