O Morro do Alemão bem na foto

21 de junho de 2011

admin

Destaques

1

© Joana Mazza

Vista do Morro do Alemão

 

No último sábado, o Largo da Central, no Morro do Alemão, recebeu uma nova ocupação: a de grupos ligados à fotografia contemporânea carioca, que realizaram a primeira intervenção fotográfica na região que recentemente foi ocupada pelas Forças Militares. Foi uma tarde movimentada na comunidade onde foram investidos altos investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal e que agora cobra a permanência do Estado e as ações necessárias para que a população tenha acesso, para além dos serviços considerados básicos, também aos bens culturais e artísticos.

A intervenção, organizada pelo Programa Imagens do Povo junto ao Instituto Raízes em Movimento, instalado no Morro do Adeus, levou aos moradores a oportunidade de conferir as produções dos coletivos fotográficos Imagens do Povo, Foto Clube Alemão, Favela em Foco, Totem Art e o Estendal, além das intervenções do fotógrafo Paulo Batelli e da artista visual Carol Lucena.

Na primeira parte do evento, no início da tarde, foi montada a mostra Pinto do Lixo, em formato de varal fotográfico, com imagens produzidas pelo coletivo O Estandal, sob curadoria de Milton Guran. Foi a primeira vez que o grupo, que normalmente monta a exposição itinerante em praças urbanas da cidade, levou o projeto a uma favela.

© Ingrid Cristina

Varal fotográfico “Pinto no Lixo”, do coletivo O Estandal.

 

Durante a tarde, os moradores pousaram para as lentes do fotógrafo Paulo Batelli, num estúdio móvel projetado especialmente para o evento. Os registros serão revelados e entregues sem custo aos fotografados ou enviadas por email.

© Ingrid Cristina

Estúdio móvel montado pelo fotógrafo Paulo Batelli

Outra iniciativa que empolgou os moradores foi o mural fotográfico realizado pelo Coletivo Multimídia Favela em Foco. Há mais de um ano o grupo vem documentando os impactos das obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) na região. Conforme os fotografados se reconheciam nas imagens, o mural ia se esvaziando, e todos puderam levar pra casa seus retratos e fotografias.

Também sobre a influência das obras do Governo Federal na região, a artista visual Carol Lucena expôs seus registros sobre as ruínas das residências que foram removidas pelo projeto de reurbanização.

 

© Ingrid Cristina

Mural fotográfico organizado pelo coletivo Favela em Foco.

© Ingrid Cristina

Intervenção "Ruínas", da fotógrafa Carol Lucena.

 

Ao anoitecer, todos se acomodaram para assistir as projeções do Programa Imagens do Povo, do Coletivo Multimídia Favela em Foco, do Foto Clube do Alemão e do Coletivo Totem Art. Crianças sentadas na calçada; jovens e idosos foram conferir as imagens projetadas do telão e que conversavam exatamente com a temática abordada pela projeção “Todo dia é dia de viver”, do Imagens do Povo. Por entre baralho e cervejas, barracas de cachorro-quente, todos assistiam atentos à passagem dos registros sobre o cotidiano das favelas cariocas, para então reconhecerem que – reformulando o ditado popular – a vida não precisa exatamente imitar a arte. Às vezes, ela pode ser a própria arte.

© Ingrid Cristina

Moradores assistindo as projeções públicas.

 

 

 

 

 

 

 

Post by admin

One Response to O Morro do Alemão bem na foto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *