BlogIP

  • Fonte normal
  • Aumentar fonte
  • Adicionar a favoritos
  • Imprimir
  • Enviar para amigo

“Você matou meu filho”

foto: Luiz Baltar

foto: Luiz Baltar

A Anistia Internacional lançou nesta segunda (3), o relatório “Você matou meu filho!: Homicídios cometidos pela Polícia Militar na cidade do Rio de Janeiro”. Este relatório se baseia em uma série de casos de homicídios praticados por policiais militares nos anos de 2014 e 2015 na cidade do Rio de Janeiro, em particular na favela de Acari, pelo qual denuncia que a Polícia Militar tem usado força letal desnecessária e excessiva na chamada “guerra às drogas” provocando milhares de mortes ao longo dos últimos 10 anos. São os chamados “autos de resistência”, termo usado nos registros de mortes provocadas por policiais em serviço e justificadas com base na legítima defesa para encobrir as execuções promovidas pelos policiais. A Anistia Internacional realizou entrevistas com vítimas e familiares, testemunhas, defensores de direitos humanos, representantes de organizações da sociedade civil, especialistas em segurança pública e autoridades locais, e coletou detalhes sobre as cenas dos crimes, registros de ocorrência, atestados de óbito, relatos de especialistas e inquéritos policiais. Através deste material, a Anistia Internacional verificou a existência de fortes indícios de execuções extrajudiciais e um padrão de uso desnecessário e desproporcional da força pela Polícia Militar.

A publicação contou com a colaboração de três fotógrafos do IP, AF Rodrigues, Bruno Morais e Luiz Baltar, que foram aos territórios onde as execuções aconteceram, fotografaram os familiares e disponibilizaram imagens de operações polícias nas favelas do Rio.

Para baixar o relatório completo no link

https://anistia.org.br/wp-content/uploads/2015/07/Voce-matou-meu-filho_Anistia-Internacional-2015.pdf

Saiba mais em:

https://anistia.org.br/noticias/registros-de-homicidios-decorrentes-de-intervencao-policial-encobrem-fortes-indicios-de-execucoes-extrajudiciais/

CompartilheEmail this to someoneTweet about this on TwitterShare on Google+Share on Facebook

Por: admin, em 04/08/2015


Envie seu comentário

:
:
:

Preencha os campos abaixo para enviar esta página

:
:
:
: