Aproximando as coisas

30 de abril de 2013

admin

BlogIP, Destaques

3

© Alanna Vitória da Silva

 

A Galeria 535, no Observatório de Favelas, inaugura na sexta-feira, dia 03/05, a mostra Aproximando as coisas, composta por fotografias artesanais dos alunos das oficinas de pinhole, realizadas pelo Imagens do Povo. No total, são 27 imagens produzidas por 20 alunos e alunas das aulas ministradas dentre outubro de 2012 e abril de 2013, e inspiradas na obra literária A Distância das Coisas, do autor goiano Flavio Carneiro. As oficinas de fotografia Pinhole: Autorias e Descobertas são direcionadas a crianças e adolescentes moradores do conjunto de favelas da Maré e realizadas através do apoio do Criança Esperança. A mostra Aproximando as coisas compõe a programação oficial do FotoRio 2013, o Encontro Internacional de Fotografia do Rio de Janeiro.

 

Aproximando as coisas

“Assim como há vários escuros dentro da noite, há vários claros dentro do dia.”

Pedro em  A Distância das Coisas, de Flavio Carneiro

 

A exposição Aproximando as coisas é fruto da oficina de fotografia Pinhole: Autorias e Descobertas para crianças e adolescentes do conjunto de favelas da Maré. A oficina é uma das ações do Programa Imagens do Povo, realizado pelo Observatório de Favelas do Rio de Janeiro.

Os participantes se autorrepresentaram de forma lúdica, poética e artística, registrando o cotidiano na favela onde moram. Por meio da fotografia pinhole, ou furo de agulha, construíram suas próprias câmeras a partir de latas de alumínio recicladas e tubinhos de filme.

Por meio da leitura do romance  A distância das coisas, de Flávio Carneiro, os alunos se inspiraram para recriar a história de Pedro, um menino de 14 anos, que não entende por que lhe escondem o verdadeiro paradeiro de sua mãe. No encontro entre luz e sombra, concreto e abstrato, cidade e natureza, as crianças e adolescentes se aproximaram da literatura e se identificaram com o personagem Pedro, que poderia ser qualquer um de nós.

Neste contexto literário e real, os participantes também se aproximaram de muitas coisas para eles antes distantes e aprenderam com Pedro “que é preciso comparar, sempre, para não perder o sentido das coisas, para não esquecer como é relativa a distância das coisas.”

 

Serviço

Exposição Aproximando as coisas

Abertura: 03/05/2013, às 18h

Local: Galeria 535, no Observatório de Favelas

Visitação: 06/05 a 14/06/2013

Horário: de 9 às 18h

Endereço: Rua Teixeira Ribeiro, 535, Parque Maré, Maré, RJ.

 

Post by admin

3 Responses to Aproximando as coisas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *